segunda-feira, 4 de agosto de 2008

VOIS SUR TON CHEMIN

Vê sobre o teu caminho
crianças esquecidas e perdidas
Dá-lhes a mão
para as guiar
Em direcção aos dias seguintes


Sentir no coração da noite
A onda de esperança
Ardor da vida
Caminho da glória


Felicidades infantis
rapidamente esquecidas e apagadas
Uma luz dourada brilha sem fim
no final do caminho


Sentir no coração da noite
A onda de esperança
Ardor da vida
Caminho da glória

video

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

ANTÓNIO MACHADO

Caminhante, são teus rastos
O caminho, e nada mais;
Caminhante, não há caminho,
Faz-se caminho ao andar.
Ao andar faz-se o caminho,
E ao olhar-se para trás
Vê-se a senda que jamais
Se há de voltar a pisar
Caminhante, não há caminho,
Somente sulcos no mar.