segunda-feira, 22 de dezembro de 2008


QUE A MELHOR PRENDA SEJA A AMIZADE




FELIZ NATAL E BOM ANO 2009


segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

AS ESCOLHAS

Existe em cada um de nós mil possibilidades, então o que nos leva a escolher determinado caminho?
Houve um tempo em que pensei que a minha vida estava isenta de grandes dilemas, duvidas, e escolhas angustiantes.
Nestes últimos dias paguei por tal soberba, tive que escolher entre o coração e a razão, entre o ir e ficar, entre o certo e o incerto, e não consegui , Alguém salvou-me no último momento, Alguém que acredito está sempre presente nas pequenas e grandes decisões da minha vida. Desta vez não tive que escolher,mas talvez essa escolha já tivesse sido feita no meu coração.
Por vezes interrogo-me quem seria eu consequência de outras escolhas?

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

É tão bom quando conseguimos tocar alguém no seu íntimo,
quando somos nós a razão da emoção do outro.
Descobri que adoro abraços, daqueles fortes genuínos, que nos enchem o coração de calor.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

O TAMANHO DO MUNDO


O Pedro tem quatro anos e subiu um conjunto de rochas junto ao mar como se estas fossem a mais alta das montanhas.

Para ele foi a conquista do seu dia.

-Porque é que o mundo vai encolhendo á medida que crescemos?

Talvez, por já não nos deslumbrarmos com as pequenas conquistas do nosso dia.

sábado, 18 de outubro de 2008

SOFRER PARA BONITA SER

Que tortura !!!
Quem teve a ideia luminosa de arranjar as sobrancelhas deveria ser saneado!
Estou convencida que só pode ter sido um homem a ter semelhante ideia,
Pêlo por pêlo retirados com uma pinça, isto só de sádicos!
O pior é que nós mulheres devemos ser todas um bocadinho masoquistas, pois não nos ficamos só pelas sobrancelhas ,outras partes do corpo são sujeitas a torturas semelhantes.
Pois minhas amigas, eu acho que me vou ficar pela beleza interior, custa menos a cultivar.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

A FORÇA DAS PALAVRAS

Ainda o sol não tinha nascido quando comecei a caminhar, não contei passos,não contei kilometros, a distância era no fim de tudo o menos importante. Mas ao fim de algumas horas as pernas antes ligeiras, pesavam agora a cada passada.


E no meio do caminho escrito com pedrinhas - FORÇA- uma palavra tão simples, mas que me encheu de energia. Não sei quem a escreveu, se homem ou mulher, novo ou velho, fazia o mesmo caminho que eu, e por talvez conhecer o mesmo cansaço físico deixou-me esta palavra de incentivo. Aquela palavra toscamente escrita uniu-nos.

Nunca devemos menosprezar

A força de um SIM,

A força de um ADORO-TE

A força de um AMIGO

A força de um ESTOU CONTIGO

palavras que no momento certo fazem a diferença

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

OS DESAFINADOS

Fico triste quando dizem que desafino,
pois os desafinados...
video

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

O BEIJO-TIA

Detesto aquelas situações em que nos cumprimentam só com um beijo, já para não falar do embaraço de darmos a outra face quando a pessoa em questão já se afastou de nós, é o chamado beijo-á-tia.
Prefiro mil vezes os beijos repenicados da minha tia , que por me ver poucas vezes tenta compensar com beijinhos em série.
Estamos em fase de contenção, mas meus amigos nada de economizar beijos!
Por isso, faço um apelo a favor dos duplos beijos, que não descriminem nenhuma bochecha, sou inclusive a favor do beijo na testa, no cangote, enfim em todo e qualquer sítio do corpo, desde que seja dado com amizade, amor e não por convenção.

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

VOIS SUR TON CHEMIN

Vê sobre o teu caminho
crianças esquecidas e perdidas
Dá-lhes a mão
para as guiar
Em direcção aos dias seguintes


Sentir no coração da noite
A onda de esperança
Ardor da vida
Caminho da glória


Felicidades infantis
rapidamente esquecidas e apagadas
Uma luz dourada brilha sem fim
no final do caminho


Sentir no coração da noite
A onda de esperança
Ardor da vida
Caminho da glória

video

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

ANTÓNIO MACHADO

Caminhante, são teus rastos
O caminho, e nada mais;
Caminhante, não há caminho,
Faz-se caminho ao andar.
Ao andar faz-se o caminho,
E ao olhar-se para trás
Vê-se a senda que jamais
Se há de voltar a pisar
Caminhante, não há caminho,
Somente sulcos no mar.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

terça-feira, 1 de julho de 2008

FRASES DO DIA

"AS FOTOGRAFIAS SÃO COMO CARTAS"

Adoro cartas especialmente aquelas que começam ... espero que te encontres bem pois nós por cá vamos andando...as fotografias assim como as cartas também nos dizem muito sobre nós e sobre o alvo fotografado, são uma pequena estória num pedacinho de papel.

" A VOZ É MAIS DE METADE DO AMOR"

Quem é que nunca se sentiu atraído por uma voz quente e sensual?
Pela minha parte posso dizer que já fiquei com as pernas completamente derretidas com a descrição das vantagens do ácido acetilsalícilico .
Por isso, mais importante que o aspecto físico é o que nos sussurram ao ouvido.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

A CEGONHA



Todos os dias os seus olhos de menino procuravam-nas lá no alto da chaminé, nunca se cansava de as observar, os seus deditos estendidos apontavam na direcção daqueles pássaros estranhos com grandes asas e pernas compridas. Não percebia bem porquê mas adorava vê-las no seu voo sobre os campos e a maneira como aterravam no ninho.


A mãe vendo os seus olhos brilhar dizia-lhe -olha a cegonha !


Um dia também eu serei como a cegonha, livre para olhar o mundo lá do céu.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

segunda-feira, 2 de junho de 2008

FEIRA DE MAIO







PARA O ANO HÁ MAIS...


segunda-feira, 5 de maio de 2008

PÔR-DO -SOL





... e as ondas batiam ao ritmo do meu coração,
no mar azul, sereno o sol pousava os seus dedos delicados
e de tons dourados tingia a cidade.

sábado, 22 de março de 2008

NO FIM DO DIA

Era o fim do dia a chegar, o sol recolhia-se no mar e a cidade preparava-se para a chegada da noite.
Não havia mais nada para dizer, talvez só mais uma fotografia.
O parque já estava deserto, os velhotes que se reúnem para a bisca já tinham jogado a última cartada do dia.
Só restava eu, fiquei a olhar a cidade como se fosse a primeira vez, olhei-a com olhos de turista mas o coração amou-a como sua.
Também eu regressei a casa.

HÁ PONTES ENTRE NÓS... II













segunda-feira, 17 de março de 2008

segunda-feira, 10 de março de 2008

HÁ PONTES ENTRE NÓS... I








ONTEM ESTEVE ASSIM ...

domingo, 9 de março de 2008

Á ESPERA DE TRANSPORTE


LÁGRIMAS DE VENTO

As lágrimas corriam-me pelo rosto, pequenos rios salgados desbravando caminho pelas rugas do meu rosto .( que eu espero que sejam poucas! )
Seriam lágrimas de alegria, solidão ? Talvez de tristeza?
Desaguaram nos meus lábios e para além do sabor a cloreto de sódio , traziam um gosto de vento e frio.
Fiquei mais aliviada, não chorava de emoção, mas por acção climatérica.
Como não podia contrariar os meus sacos lacrimais nem fechar a porta ao vento,
deixei-as correr livremente dedicando-as a todas as coisas bonitas que vemos todos os dias e que nos deveriam emocionar, mas que pelas quais passamos sem um segundo olhar.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

O MEU TAMANHO

"Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer,
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura..."

Fernando Pessoa

Por vezes somos do tamanho dos nossos sonhos
Umas vezes grandes outras nem tanto,
Mas enquanto sonharmos podemos sempre crescer.

domingo, 17 de fevereiro de 2008

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

EDIÇÃO

Que bom que era se houvesse um programa de edição para seres humanos é que eu conheço algumas pessoas que precisam de sofrer um processo de corte e montagem.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

PASSAGEM DE ANO




No Domingo foi apanhada pelas comemorações do novo ano chinês,e tive o prazer de assistir pela primeira vez á dança do dragão,executada pelo grupo she-si.
É realmente um espectáculo muito bonito, cheio de côr e movimento.
Dizem que os dragões trazem boa sorte e prosperidade para o ano vindouro.
Espero que assim seja.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

DOMINGO




Foi um Domingo chuvoso, triste segundo a condição meteorológica,
mas que bom que é as horas passarem sem nós darmos por elas.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

SUDOKU

A sensação de realização , aquele momento fugaz entre o não conseguir e o realizar de um feito antes impensável.
Por essa passageira euforia vale a pena não desistir, mesmo pelas coisa mais simples da vida como um simples jogo de sudoku.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

FREE HUGS

Hoje decidi instituir o dia do abraço.

Esta resolução deveu-se a um artigo que li num jornal que menciona o facto de algumas pessoas recorrerem á abraço-terapia.

Muito mal vai o mundo quando temos que pagar para abraçar o nosso semelhante, em que nos sentimos inibidos de expressar os nossos sentimentos para com os nossos familiares ,amigos e colegas.

Por isso , hoje tomei a decisão de dar FREE HUGS.

Recomendo vivamente a experiência, pois não há nada como um abraço inesperado que não exige nada em troca.

Por isso,a todos os amigos , familiares e leitores ocasionais desta página que hoje não pude abraçar aqui vai um grande xi-coração virtual.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

" OLHA O QUE EU DESCOBRI..."

" Olha o que eu descobri no fundo do bauzinho,
o primeiro casaquinho que vesti quando nasci,
mas que amor tão pequenino
louvado seja o SENHOR !
o que eu era, e o que eu sou."


Lembrei-me destes versos, quando encontrei umas fotografias minhas que julgava perdidas.
Calção e camisa de manga cava, bronzeado á trolha, cabelos despenteados , nos olhos um brilho de felicidade como se só aquele momento fosse importante.

Não tinha consola nem playstation, apenas uma gaita de foles e uma corneta.

Apesar de não ter qualquer memória daquele momento, sinto-me muito amada e adorada como se por reis magos, mas no meu presépio eles são quatro
a ti Ana da estula que é coxa de um pé,
a avó moleira,
a avó seta a minha outra mãe,
e o avô Artur que tal qual cavaleiro andante tomava o último neto como escudeiro e protegia-o até este ter asas para voar.

Fico a desejar que as fotografias fossem como no mundo do Harry Potter, em que as personagem se movem e nos dizem adeus.